Entrevista com o guitarrista e vocalista da banda Turbo – Camillo Royale – sobre a gravação do CD “Eu sou Spartacus”

 

De uma maneira completamente SENSACIONAL, a banda paraense de Rock’n’Roll Turbo foi gravar o primeiro CD “Eu sou Spartacus” na Suécia. Sem mais delongas, saibam como foi esta aventura INCRÍVEL, nesta entrevista com o guitarrista e vocalista da banda Camillo Royale. Além dele, a banda ainda é formada por Netto Batêra (bateria) e Wilson Fujiyoshi (baixo).

 

O produtor foi o sueco Chips Kiesbye (produtor do CD clássico “By the Grace of God” da banda sueca The Hellacopters) junto com o engenheiro de som Henryk.

 

 

Como surgiu a ideia e o interesse de gravar o CD na Suécia?

Um amigo um dia nos disse que seria bacana termos um produtor nesse disco e perguntou nome de alguns caras famosos. Até então, pensei que era brincadeira dele, e algumas semanas depois o Jack Endino e o Chips nos responderam. Fechamos com o Chips e começou a correria atrás da grana. 

 

Como foi todo o processo para vocês gravarem o CD por lá?

Bem simples. Marcamos por e-mail a data livre no estúdio e fomos um ano depois. Foi o tempo de fazermos uma boa pré-produção das músicas em Belém com o nosso amigo Ivan Jangoux.
 A receptividade no estúdio como foi?
Muito boa.Não temos nada a reclamar e já estamos sentindo falta dos nossos novos amigos suecos.
O que os produtores acharam do som da banda?
Acredito que gostaram, pois só trabalham com bandas que eles gostam e achavam interessante o fato de cantarmos em português.
Conte como foi a adaptação dos músicos no clima gélido da Suécia?
Era inverno e tinha neve, mas fomos bem agasalhados.Depois de uns dois dias esse frio não era tão ruim assim.Já temos calor demais em Belém.Um friozinho foi bem vindo.
 Quais são as perspectivas após a gravação do disco?
Gostamos muito do que gravamos e vivemos lá.O que vier de bom agora será consequência do ótimo trabalho dos mestre Chips e Henryk. Espero que outras bandas possam ir lá e ter essa experiência de gravar um disco de Rock com esses caras.