Madame Saatan faz show imperdível em Belém

Intitulado “Peixe Homem”, o novo trabalho do quarteto formado por Sammliz (vocal), Ed Guerreiro (guitarra), Ícaro Suzuki (baixo) e Ivan Vanzar (bateria), terá show de lançamento gratuito em Belém, no próximo dia 18 de setembro, a partir das 16h no Píer das 11 Janelas, Cidade Velha.

Produzido por Paulo Anhaia (Charlie Brown Jr, Velhas Virgens), e masterizado nos Estados Unidos, por Alan Douches (Aerosmith, Misfits, Mastodon), “Peixe Homem” será lançado pelo selo Doutromundo Discos e deve estar disponível para compra uma semana antes do show em Belém. Este é o segundo trabalho oficial do Madame Saatan, que em 2007 lançou disco homônimo vencedor do Prêmio Dynamite de melhor álbum de heavy metal no ano seguinte. Para a vocalista, Sammliz, “Peixe Homem” traduz de maneira muito fiel o atual momento da banda. “Peixe Homem fala sobre nós, que mudamos o curso do nosso rio. Sobre mudanças externas e internas. Não é um disco cinza chumbo e tão pouco tem as cores de uma saia rodada de chita. É pesado e vigoroso porque a vida se apresenta assim para nós. Mas há brisa, uma certa doçura e dedos molhados em um rio que sempre nos habitará, ainda que a distância. Fala sobre mudanças, impermanência, reinvenção. É um disco mais denso, pesado e direto, mas que traz ainda impresso em algumas músicas influências da nossa região de origem”, comenta. Foram 18 meses de trabalho desde a pré-produção do disco até o resultado final. “O processo começou ainda em 2008, quando chegamos em São Paulo e a banda começou a compor os primeiros esboços. A pré-produção com o Paulo Anhaia teve início no primeiro trimestre de 2010 e foi concluída um ano depois, com músicas aparecendo dias antes de entrarmos em estúdio. Nesse período foi estratégico se recolher por um tempo, para se dedicar e fazer o melhor que podíamos”, revela Bernie Walbenny, produtor da banda.

O Madame Saatan é apontado pelo público e crítica especializada como uma das bandas mais criativas surgidas no rock brasileiro nos últimos tempos, sendo também um dos shows mais devastadores nos festivais independentes Brasil afora. Depois da pausa nos shows pelo Brasil, por conta da produção do novo CD, a banda promete reafirmar estas opiniões com uma nova turnê que já tem datas confirmadas em São Luís (MA), Manaus (AM), Porto Velho (RO), Salvador (BA), Feira de Santana (BA), Vitória da Conquista (BA), Natal (RN) e São Paulo (SP). A turnê do novo disco será lançada em Belém e ainda terá um show em Castanhal, no dia 23 de setembro.

VIDEOCLIPE

Dirigido por P.R. Brown com fotografia de Jaron Presant, está no ar desde a última semana na programação da MTV Brasil e pela internet o videoclipe do primeiro single do disco “Respira”. A dupla de gringos responsável pelo clipe já trabalhou com grandes nomes da música mundial como Slipknot, Smashing Pumpkins, Audioslave, My Chemical Romance, Evanescence, Foo Fighters, Marilyn Manson, entre outros, e vieram ao Brasil exclusivamente para essa produção, que reuniu mais de 20 profissionais em dois dias de gravações no último mês de maio, em Belém. O clipe é um projeto Doutromundo Música com produção executiva de Bernie Walbenny e co-produção da TV Norte Independente.

O show do Madame Saatan em Belém terá apoio institucional da Lei Semear, Fundação de Telecomunicações do Pará (Funtelpa) e Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves. Apoio de Sol Informática, Ecomar, Amazon Vidros, Santana Pereira Advogados, Vale Verde Turismo, Abelhuda Doceria, A Forneria, Movimento Curupira Antenado, Loc Engenharia, Outroplano e Sultan Fight Wear.

serviço:

Show de lançamento de “Peixe Homem”. Dia 18/09 às 16h, no Píer das 11 janelas. Entrada Franca.

 

Entrevista Especial: Rodrigo Barba, baterista das bandas Canastra e Los Hermanos


O baterista Rodrigo Barba tem uma vasta experiência no rock nacional, em todos os sentidos, do mainstream até ao underground. Ele faz parte de duas bandas importantes do rock carioca, Los Hermanos e Canastra. E nessa entrevista especial ao Rock Pará, Barba entre em detalhes em assuntos ligados ao Los Hermanos e aos novos projetos musicais dele.

Como e quando você começou a se interessar pelo mundo do Rock’n’Roll?
Em casa e com meus pais. Sempre tive música dentro de casa, e foi lá que comecei a escutar e a me interessar por ela.

 

Como foram as tuas primeiras experiências tocando em bandas?

Com uns 12, 13 anos comecei a tocar bateria e a tocar com os amigos.

Nessa época, toquei pela primeira vez no colégio numa dessas apresentações de final de ano.

Como foi criada a banda Los Hermanos?

Começamos a tocar junto e a usar o nome Los Hermanos no ano de 97, antes disso já tocava com o Marcelo e o Rodrigo em outras bandas.


Existe alguma possibilidade da banda Los Hermanos voltar definitivamente?

Não sei. Depende de muitos fatores para isso acontecer. Eu gostaria, mas só com o tempo vamos ver o que vai acontecer.

 

Você já tocou aqui, em Belém, com Los Hermanos e também com a Canastra. Qual é a sua opinião em relação ao público e a música paraense? Quais bandas e artistas você conhece daqui?

Sempre que toquei por ai foi tudo lindo. Acho que não conheço nenhuma banda daí, e se conheço não sei que ela é daí. 🙂

 

 

 

Você também toca numa banda que faz cover do Los Hermanos. Você percebe o quanto a banda continua e continuará sendo importante para o Rock Nacional?

 

Para o rock nacional eu não sei, mas para mim ela foi muito importante. Gosto de tocar aquelas músicas e achei que com o disco Bloco do eu sozinho fazendo 10 anos esse ano seria um bom motivo para voltar a tocá-las.
Quais são os teus próximos projetos?
Estou tocando no Canastra desde 2008, devemos lançar ainda esse ano nosso terceiro disco. Ano passado gravei com o Me and The Plant e o disco deve sair por agora tb. Estou, além dessas duas bandas, tocando com o Ramirez (que tb está lançando o 3 disco, mas que eu não gravei), com a GO East Orkestar e com o projeto do Bloco.


Neste sábado no Ensaio Aberto: Projeto S.I.M e Paris Rock

A banda S.I.M (Sinais Invertidos de um Mágico) é uma das atrações do próximo Ensaio Aberto, projeto do selo Na Music, realizado em parceria com a Associação Pro Rock.
O grupo paraense, que traz em suas músicas as influências de Los Hermanos, Little Joy, Vanguart, Gram e Beatles e tem pouco mais de um ano de formação, acaba de disponibilizar duas músicas de seu primeiro EP.

As músicas “Cogumelo Azul” e “Não sei” podem ser ouvidas e baixadas no perfil da banda no Sound Cloud: http://soundcloud.com/projetosim . A banda lançou sua primeira demo pelo projeto “Megabanda” do Coletivo Megafônica, tendo uma maior visibilidade do seu trabalho autoral, que apesar do curto tempo de estrada, já vem sendo bem falada no cenário independente.

Em 2011 a banda tocou no Grito Rock em Brasília-DF e teve sua performance elogiada pelo coletivo que recepcionou o grupo paraense. “Diretamente de Belém do Pará, o público do Cult 22 Rock Bar recebeu os Sinais Invertidos de um Mágico. Eles puderam provar para alguns céticos que em terra de calypso e brega quem faz rock, faz magia… da boa. Está selado que o show dos caras foi bom”, segundo a resenha do show.

Formada por carinhas carimbadas, como Ariel Andrade (contrabaixo), Thiago “Amaral” (guitarra/voz), Roberto Bino (voz), Livan Gomes (guitarra) e João Marcos (Bateria), a banda está se preparando para lançar o seu EP ” “Em tarde de céu azul”” e o seu primeiro clipe. Com um toque de mágica a S.I.M surge para tocar com toda sua experiência, animação e carisma, fazendo assim seus grandes truques em cima do palco.

A outra atração do Ensaio Aberto deste sábado é banda Paris Rock, que foi formada em meados de maio de 2007 por Yuri (guitarra), Vaca (baixo), Maumau (vocal), Neto (guitarra) e Diogênes (baterista). Atualmente, Netto 2T substitui o baterista original.

 

Em 2009 a banda foi vencedora do Estúdio Fest Music 2009, tocando ao lado de grandes bandas nacionais como Biquini Cavadão e Natiruts. Logo depois a banda foi uma das 15 seleciobadas para participar das seletivas da Se Rasgum, que ocorreu no Hotel Gold Mar, sendo uma das mais bem votadas pelo público presente.

O samba rock “Nobre Desfecho” que foi incluído na coletânea “Guitarras sob Mangueiras” vol.2 (um projeto distribuído na Internet, totalmente gratuito, cujo intuito é divulgar as bandas do cenário paraense independente), foi a primeira a ser gravada e lançada na internet. Seguido pela balada, “Cachorro Blue”. A banda está prestes a lançar seu primeiro álbum e promete uma salada de estilos que vão do indie ao samba.

SERVIÇO:
Ensaio Aberto com Projeto S.I.M e Paris Rock
Sábado, 27 de agosto
Às 17h no Na Figueredo (Gentil Bittencourt, 449)
Entrada Franca

Informações: 8116 2607 / 9614 1005

Via site Rock em Geral: "Madame Saatan: revelados título e músicas do novo álbum"

FONTE: http://www.rockemgeral.com.br/2011/08/23/madame-saatan-veja-quais-musicas-estao-no-novo-album-peixe-homem/

Lançamento acontece em setembro

Publicado em agosto 23, 2011 no site Rock em Geral (Marcos Bragatto)

O novo álbum do Madame Saatan se chama “Peixe Homem” e vai ser lançado pelo selo Doutromundo Discos em setembro. O disco tem 12 músicas inéditas (veja a lista abaixo), foi produzido por Paulo Anhaia (Charlie Brown Jr, Velhas Virgens), e masterizado nos Estados Unidos, por Alan Douches (AerosmithMisfits,Mastodon).

O grupo paraense, formado por formado Sammliz (voz), Ed Guerreiro (guitarra e backing vocal), Ícaro Suzuki (baixo) e Ivan Vanzar (bateria), lançou na semana passada aguardado videoclipe para a música “Respira” – clique aqui para assistir.

Conforme antecipado por este Rock em Geral, o videoclipe é uma superprodução que foi finalizada nos Estados Unidos, pelo diretor P.R. Brown e pelo fotógrafo Jaron Presant. A dupla já trabalhou com nomes consagrados do rock mundial, como SlipknotSmashing PumpkinsAudioslaveFoo Fighters, entre outros. A locação se deu em no Parque dos Igarapés, na Cidade Velha, e nas Ruinas do Murucutu, em Belém do Pará (cidade natal do grupo) com uma equipe de mais de 20 profissionais.

Veja abaixo a lista das músicas que estão em “Peixe Homem”:

1- Respira
2- Fúria
3- Até o Fim
4- Sete Dias
5- A Cicatriz
6- Invisível
7- A Foice
8- Moira
9- Rio Vermelho
10- Insônia
11- Sonâmbula
12- Sombra Em Você

 

É HOJE: PROJETO INVASÃO CAIPIRA EM CAPANEMA

O Projeto Invasão Caipira é uma ação que pretende promover a divulgação da música autoral produzida no Pará. A idéia é exibir, em shows musicais, o trabalho de artistas da cena independente da região, que encontram no projeto um local de acolhida e uma instância para promoção e exibição para o público da própria região.

A Invasão Caipira é o primeiro festival itinerante da região nordeste do Pará. A programação é delineada abrangendo grupos do interior, com espaço privilegiado para os músicos do Município anfitrião, mas também bandas da Capital, que se ressentem do espaço restrito para a divulgação de seu trabalho mesmo em Belém. A Invasão Caipira pretende ampliar esses espaços, na busca de consolidar um público regional para o trabalho de músicos de diversos gêneros.

Em 2010 o projeto passou pelas cidades de Peixe-Boi, Capanema, Pirabas e Quatipurú, foram várias bandas e artístas circulando pelo interior do estado, StereoScope – Belém, Destruidores de Tóquio – Capanema, Paralelo XI – Primavera, Albenízio Rui – Peixe-Boi, Marcio Sena – Castanhal, Canarinhos de Pirabas – Pirabas, Carimaré – Pirabas, Pirambolando – Pirabas, Octoplugs – Peixe-boi, Turbo- Belém, Grupo Timbiras- Capanema, Fuga de Emergência – Nova timboteua, Codex- Bragança, Ana Clara Matos – Belém.

Apostamos na diversidade da música autoral paraense, esse ano o projeto começou novamente pela cidade de Peixe-Boi abrindo espaço para duas bandas estreantes no circuito, são as bandas Sub-Off e Classe B, ambas do município de Capanema cidade esta que sediará a segunda edição no dia 20 de Agosto, a partir das 20 horas, a novidade é que a partir desta segunda edição de 2011 estamos abrindo inscrições pelo site Toque no Brasil, ampliando as possibilidades para artistas de outras regiões do estado que não teriam acesso ao projeto e também abrindo espaço a artistas de outros estados. Em Capanema optamos por realizar o projeto na periferia da cidade, no bairro da Caixa d’água onde fica Espaço Cultural Canto do Curupira.

Foi mais de 10 dias de inscrições, 104 bandas inscritas e após muito trabalho as escolhidas para compor o Line-UP do Projeto Invasão Caipira Capanema foram: Dharma Burns, Monovox, Tecnotrash, Doce Bárbara, Sub-Off e Classe “B”, estão previstos shows do projeto para cidades de São João de Pirabas, Salinas, Tucuruí e Bragança. Os ingressos em Capanema custarão 5 reais e já estão disponíveis.

 

Seletiva abre inscrições e lança o VI Festival Se Rasgum

De 8 a 22 de agosto, bandas e artistas paraenses poderão se inscrever na Seletiva Se Rasgum 2011 – Edição Belém, que será nos dias 10 e 17 de setembro, que ainda terá o lançamento do VI Festival Se Rasgum com Cachorro Grande e Otto

Chegou a hora das bandas da capital e outros municípios do Pará se inscreverem na Seletiva Se Rasgum 2011 – Edição Belém. Esse ano as Seletivas Se Rasgum trazem pequenas mudanças em seu formato, no local e nas atrações de encerramento. Desta vez, no African Bar, as bandas que disputarão as quatro vagas restantes no VI Festival Se Rasgum abrirão para o Cachorro Grande (dia 10) e Otto (dia 17), já marcando o lançamento do VI Festival Se Rasgum, que será de 14 a 20 de novembro, no Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia.

Através da Lei Semear de incentivo à cultura, o Se Rasgum integra a rede Conexão Vivo, uma iniciativa da operadora Vivo, dedicada ao desenvolvimento do setor produtivo da música, e, pelo terceiro ano consecutivo, compartilha os propósitos e os desafios da interiorização e da circulação de novos nomes da música brasileira. Em 2011, as Seletivas e o Festival Se Rasgum também contam com o patrocínio do Programa Petrobrás Cultural, através do edital de patrocínio para festivais de música, e com patrocínio da Di Casa, também através da Lei Semear.

Depois da Seletiva Se Rasgum – Edição Marabá, que escolheu as bandas Antcorpus (Parauapébas) e Pirucaba Jazz (Marabá) do interior para se apresentar no Festival, em novembro, em Belém, é hora da Seletiva Se Rasgum 2011 – Edição Belém, que abre suas inscrições para grupos de qualquer estilo musical que tenham interesse em participar do VI Festival Se Rasgum. Não poderão se inscrever os seis artistas que venceram as Seletivas do ano passado, de 2010, para que outros artistas novos tenham oportunidade de participar do Festival. Os grupos que se apresentaram na Seletiva de Marabá (e dos municípios de Marabá, Tucuruí, Canaã dos Carajás, Xinguára, Rondon do Pará, Novo Repartimento e Parauapebas) também não poderão concorrer na Seletiva Se Rasgum 2011 – Edição Belém, que serão transmitidas ao vivo pelo portal do Conexão Vivo (www.conexaovivo.com.br/aovivo).

 

Todas as bandas inscritas serão avaliadas por jurados de fora do Festival, que darão notas de 5 a 10 com intervalo de 0,5 ponto. As 16 bandas com maiores notas se apresentarão na Seletiva, oito no dia 10 e oito no dia 17 de setembro. Os grupos interessados deverão fazer sua inscrição no sitewww.serasgum.com.br até o dia 22 de agosto preenchendo devidamente o formulário e postando foto, release e, no mínimo, duas músicas.

As escolhas serão feitas por três jurados e mais o voto do público. A exemplo das edições anteriores, os jurados que fazem parte da primeira avaliação de todas as bandas inscritas são pessoas ligadas ao meio musical brasileiro. Depois da avaliação dos jurados, as 16 bandas com as maiores notas se apresentarão na Seletiva, com escalação de dia e horário que será feita em sorteio junto com as bandas. Os grupos vencedores serão anunciados no dia 17 de setembro no African Bar, durante o show de encerramento de Otto. Os quatro vencedores serão apontados com base na nota de juízes ligados ao meio musical e votos do público, sendo analisados pela perfomance, composição e técnica.

 

Para encerrar as noites de show, a Se Rasgum escalou duas atrações de peso dos festivais anteriores. A banda Cachorro Grande (RS), responsável por um dos shows mais aclamados do I Festival Se Rasgum, volta à Belém após cinco anos para fazer o show de encerramento das apresentações do dia 10, colocando o público para cantar junto com hits como Sexperienced, Hey amigo, Lunático, Sinceramente e Você não sabe o que perdeu. E no dia 17, o pernambucano Otto, que segurou o público até altas horas da manhã no Festival do ano passado, retorna para mais uma grande apresentação com canções como Janaína, Naquela mesa, 6 minutos e Crua.

As Seletivas Se Rasgum 2011 são os primeiros eventos do calendário oficial do Se Rasgum e são como um aquecimento para a maratona de shows, palestras e workshops do Festival. A edição de Marabá, realizada em julho, já confirmou duas atrações: a banda Anticorpus, de trash metal e o grupo de jazz, Pirucaba Jazz. Durante as apresentações serão divulgados alguns dos primeiros nomes de fora da sexta edição do Festival Se Rasgum.

SERVIÇO

Seletiva Se Rasgum 2011 – Edição Belém

Dias 10 e 17 de setembro, no African Bar

Show: Cachorro Grande (RS) dia 10, e Otto (PE) dia 17 + 8 bandas em cada dia

Inscrições: www.serasgum.com.br

Ingressos: R$ 40 (passaporte promocional limitado). R$ 25 por noite.

Pontos de venda: Ná Figueredo e *Quiosque Shopping Boulevard ( vendas a partir do dia 25/08)

* vendas no cartão