Movimento Curupira Antenado apresenta: Pata de Elefante

Conexão RS-PA Show Pata de Elefante (RS); Floresta Sonora (PA); Projeto Secreto Macacos(PA); e Dj Homero da Cuíca.

Qualidade e quantidade,…mudanças importantes, o novo cenário da música brasileira e o imenso volume de excelentes bandas e artistas, aparecendo em todo o País.

Nesse, Programa CONEXÃO RS-PA, ao público será propiciado o ouvir melhor de boa música instrumental brasileira mundial. E foi-se o tempo, que as bandas instrumentais serviam apenas para se ouvir em casa; a essa mudança ligamos, também, a Pata de Elefante (RS), direto de Porto Alegre. Mais uma vez em Belém, nos dias 25 e 26, de junho de 2010, 21h, no Studio Pub (Trav. Presidente Pernambuco, 277). A ação cultural é um intercâmbio sócio-cultural entre o povo da floresta e o povo dos pampas, Programa Conexão RS-PA.

Cooperação sonora paraense: bandas Floresta Sonora e Projeto Secreto Macacos; e Dj Homero da Cuíca. A produção cultural é do Movimento Curupira Antenado e Studio Pub. A ideia, entre outros objetivos, é que Belém seja rota de importante convergência cultural brasileira; expansão e cooperação sócio-cultural; boas parcerias com os Estados e povos irmãos e instituições com real papel social transformador.


Gabriel Guedes e Daniel Mossmann se revezam entre guitarra e baixo, imprimindo a dupla sonoridade característica do grupo, sustentada pela bateria de Gustavo Telles; a banda Pata de Elefante (RS) surgiu em janeiro de 2002. O trio se diferencia por fazer rock instrumental com ênfase nas melodias, canções instrumentais que chegam forte ao público acostumado a ouvir música com vocal.

Já no final de 2009, a Pata de Elefante ganhou o VMB, Vídeo Music Brasi,l (MTV), na categoria Melhor Banda Instrumental, e marcou presença na caixa com 16 Cds que foi recém- lançada pelo Rumos Música, do Itaú Cultural. Agora, a Pata de Elefante acaba de lançar seu terceiro disco, chamado “Na cidade”, disponível para download gratuito na página do Álbum Virtual da Trama: http://albumvirtual.trama.uol.com.br/lancamentos.

Para equilibrar, ou não, em boa estética e conteúdo, interagir com representantes do experimentalismo sonoro com bases das raízes da música paraense, a música instrumental das bandas Floresta Sonora e o Projeto Secreto Macacos. A Floresta Sonora gravou o CD de estréia em meio a viagens ao encontro da natureza, uma espécie de escambo de freqüências entre salas de estúdios e ambientes naturais (Léo Chermont – guitarra; MG Calibre – baixo; e Arthur Kunz -Bateria).

O Projeto Secreto Macacos têm sonoridade que passa longe do comum e de caretas contextualizações musicais; formada há três anos, quando Jacob Franco (Guitarra), procurou outros “macacos” com afinidade musical, e se juntou a Fabrício Gaby (Guitarra); Junhão (Bateria); e Clécio Dub (Percussão), Bruno Habib (Teclados, pianos e sintetizadores), Mario Neto (Contrabaixo) e Mancha (Percussão). O processo de composição é conduzido de uma maneira muito especial, base rock, psicodelia e permissividade sonora. Estejam prontos para invasão musical no cérebro, pelo cognitivo dos símios do Projeto Secreto Macacos.

Serviço: Movimento Curupira Antenado e Studio Pub apresentam: Progama Cultural Conexão RS-PA – Show de lançamento do CD, “Na Cidade”; banda gaúcha Pata de Elefante, no Studio Pub (Trav. Presidente Pernambuco 277), 25 e 26/06/2010, 22h, shows das bandas paraenses: Floresta Sonora (25/06/2010) e Projeto Secreto Macacos (25/06/2010); e Dj Homero da Cuíca.

Mais informações:

http://vmb.mtv.uol.com.br/cat_instrumental.html;
http://mtv.uol.com.br/noticias/pata-de-elefante-e-uma-das-melhores-bandas-da-atualidade; http://albumvirtual.trama.uol.com.br/lancamentos;
http://www.myspace.com/bandapatadeelefante.

Floresta Sonora:http://www.myspace.com/florestasonora, http://www.myspace.com/casaraocultural.

Projeto Secreto Macacos: http://www.myspace.com/projetosecretomacacos

Entrevista Especial: Pedro Metz (banda Pública)

Pedro Metz, vocalista e guitarrista da banda gaúcha Pública (eleita a Melhor Banda de Rock Alternativo de 2009 – MTV Brasil), concedeu essa entrevista. E entre outras coisas, ele conta sobre a grande vontade de se apresentar em Belém, pela primeira vez. Em mais um grande evento da produtora local Durango 95, batizado como Horrorshow.

O Horrorshow, que acontecerá nesse sábado (29), a partir das 16 horas, no Memorial dos Povos, ainda terá a participação das bandas paraenses Johny Rock Star e The Baudelaires.

Mais informações: http://www.publicaoficial.com/ e http://www.durango95.org/

Como está sendo a expectativa de se apresentar pela primeira vez em Belém?
Grande, muito ansiosos, nossa primeira vez no Norte.

O que vocês conhecem do Rock Paraense?
Cara, conhecemos mais a música popular, guitarrada e esses estilos mais folclóricos. Mas estamos curiosos pra ouvir as bandas que tocarão com a gente. The Baudelaires nos agradou bastante.

Como está sendo a receptividade tanto de público quanto de crítica do novo CD da banda (Como Num Filme Sem Fim)?
O disco foi lançado em janeiro de 2009. Desde então ganhamos prêmios importantes, como o VMB e o Açorianos, prêmio conceituado do RS. aumentamos muito nossa base de admiradores. então estamos felizes com tudo que tem acontecido com a gente.

Quais são os novos projetos para esse ano?

Nos mudamos pra São Paulo faz um mês. Vamos lançar um clipe nos próximos dias e estamos compondo o terceiro disco. E fazer muitos shows, esses são os planos.

Serviço:

Horrorshow. Com as bandas Pública (RS), Jonhy Rock Star (PA), The Baudelaires (PA) . No Memorial dos Povos, a partir das 16 horas. Ingressos antecipados na loja Ná Figueredo (avenida Gentil Bittencourt, 449) R$ 15 e R$ 20 (na hora) .

Projeto Ensaio Aberto: Turbo e Octoplugs

Muito Rock’n’Roll para o próximo sábado (29) é o que se pode esperar da próxima edição do projeto Ensaio Aberto, com as bandas Turbo e Octoplugs (do município de Peixe-Boi). A partir das 17 horas, na loja Ná Figueredo (avenida Gentil Bittencourt, 449). Entrada franca. Só um detalhe: O projeto Ensaio Aberto é promovido pelo empresário Ná Figueredo há 11 anos.

Camillo Royale (guitarra e voz), Wilson Fujyioshi (baixo) e Felipe Dantas (bateria) formam uma das bandas mais impressionantes ao vivo de Belém do Pará, Turbo.

Além da banda Turbo, o projeto Ensaio Aberto ainda contará com a apresentação de uma das grandes revelações do interior do Pará, direto do município de Peixe-Boi, Octoplugs. Com Albenízio (voz e guitarra), Flávio (guitarra), Leon (bateria) e Eder no baixo, eles começaram a se apresentar desde 2004 e vão manter a qualidade, do que está sendo produzido na música independente do Estado.

Serviço:

Projeto Ensaio Aberto, sábado (29), a partir das 17 horas, com as bandas Turbo e Octoplugs (de Peixe-Boi). Direto da loja Ná Figueredo (avenida Gentil Bittencourt, 449). Entrada franca.

Conheça mais sobre as bandas: http://www.myspace.com/turborock e http://www.belrock.com.br/perfil/537/1/1 (Octoplugs)


Feira do Empreendedor do Sebrae 2010 começa hoje

Começa hoje, às 19 horas, e vai até o dia 30, a Feira do Empreendedor do Sebrae. Todas as palestras, workshops e eventos vão acontecer no Hangar – Centro de Convenções da Amazônia (avenida Doutor Freitas s/n). É uma grande oportunidade de aprender e trocar informações com profissionais de áreas ligadas à tecnologia; que vão mostrar entre outras coisas a como tornar rentáveis meios de comunicação, muitas vezes, considerados apenas como uma pequena participação nas redes sociais, como os blogs, os perfis no Orkut, Facebook, Twitter, entre outros.

Além disso, os participantes e visitantes vão poder entender o por quê da grande variedade musical e cultural do Pará. Sinceramente, eu só mais tenho mais uma coisa para escrever: Ficou interessado? Então, clique nos links e se inscreva:http://www.feiradoempreendedorpa.com.br/

Outra coisa, o blog Rock Pará agora faz parte da equipe do Portal http://www.ecleteca.com.br/beta/ . Com muito orgulho, esse é mais um passo para o desenvolvimento desse meio de comunicação, que tem como objetivo divulgar o ROCK paraense para o mundo.


TACAKAOS CLASSIC FESTIVAL: DELINQUENTES, BABYLOYDS, MITRA E RETALIATORY


TACAKAOS CLASSIC APRESENTA
O Clássico do Punk / Metal Paraense:
RETALIATORY, DELINQUENTES, MITRA e BABYLOYD’S
Caverna Club (14 de abril c/ magalhães barata)
23/05 (domingão) / Início: 18:00h
Ingressos promocionais: 7,00

Nos idos dos anos 80 e 90, a cena underground paraense vivia uma espécie de uma nova fase da música pesada local. Era a época das fitas demos, dos shows vindouros no bar Celeste, Teatro Waldemar Henrique e posteriormente no Ginásio Altino Pimenta, além dos festivais que começavam à pipocar na cidade, desde os mais undergrounds, organizados pelas próprias bandas, até chegar nos maiores e com mais visibilidade, como o Variasons, e o até então excelente Rock 24 Horas. E tudo isso, diga-se de passagem, na era pré-internet.

O que pode acontecer quando quatro bandas clássicas dessa época se encontram nos dias atuais num mesmo festival? A resposta será esclarecida no dia 23 deste mês, no festival Tacakaos Classic com os shows do Retaliatory (Thrash Metal), Delinquentes (Hardcore), Mitra (Heavy Metal) e Babyloyds (Punk-Rock). Cada banda com seu estilo e sua própria história que já daria cada qual um bom capítulo em um livro sobre o Rock pesado Paraense. E o que é melhor: Todas elas encontrando-se atualmente em plena atividade, com shows e trabalhos atuais.

O Retaliatory iniciou suas atividades em 1990 com a proposta de tocar Thrash Death Metal. Dentre os inúmeros shows importantes, destaca-se a do festival Forcaos (Fortaleza – CE), onde a banda foi ovacionada pelos bangers nordestinos presentes. Em 2006, Gledson Moita (vc), Hugo Bucho Fight (bx), Spetto Alfaia (gt) e Wagner Nugoli (bt), lançam seu CD Debut, “Retaliatory Attack”. A banda atualmente segue com seus shows, sendo sempre aclamado pelo público, principalmente pela forte presença do carismático vocalista Moita, como no último Rock Solidário, onde o mesmo foi “carregado” no final pelos fãs.

A Delinquentes, que completa 25 anos de existência no 2º semestre, voltou recentemente de shows fora do estado, onde tocou em Macapá (AP), São Luís (MA) e Taguatinga (DF). A banda tem como característica maior seu Hardcore Crossover e seu show enérgico, constatado no último Festival Se Rasgum, onde levou o grande público presente ao estado de cartase coletiva. Jayme Katarro (berro), Pedrinho (gt), Pablo Cavalcante (bx e vc) e Raphael Lima (bt e vc), prometem tocar os clássicos (geralmente com os refrãos cantados em uníssono pelo público) e também o repertório do último CD, “Indiocídio”.

A Mitra é uma das bandas de heavy metal paraense mais antigas em atividade de Belém. Desde o início da década de 90, quando tinha o nome de Dash, até se tornar o conceituado Mitra, ela já tocou em uma série de festivais de rock e de metal importantes como o Dinossauros Rock Festival, o Rock 6 Horas e o Amazônia Rock Festival, já tendo feito shows de abertura para bandas consagradas do Metal nacional como Angra e Shaaman. Com mais de quinze anos de banda, ela é hoje formada por Eduardo (vc e bx), Sandro (gt e vc), Joelcio (gt e teclados) e Flávio Campos (bt e vc).

A veterana banda Baby Loyds nasceu em 1988, num sítio chamado República dos Camarões, no bairro do Marco, onde ensaiavam as extintas bandas punks Desesperados e Ovo Goro. A banda possui três trabalhos lançados por selos paraenses e nordestinos, já tendo participado de diversos eventos no norte e nordeste do país. O power trio formado por Gerson Costa (gt e vc), Moriel Prado (bx) e Augusto Jas (bt), com suas mais de 40 músicas autorais, tocam um Punk-Rock que é conhecido por não deixar ninguém parado em seus shows, colocando todos na roda do pogo (dança Punk), literalmente.

O festival vem mais uma vez quebrar o tabu da intolerância e o radicalismo que hoje ainda existe entre os estilos distintos, pois a despeito de todas as dificuldades encontradas naquela época, existia um trunfo a favor desse incipiente circuito: A união entre as tribos, pois não raro haviam shows de bandas dos mais variados segmentos tocando juntas, e o público todo compartilhava o conjunto da obra.

Portanto, mais que um simples show, trata-se de uma celebração. Um brinde aos clássicos bons tempos.

Serviço:
Tacakaos Classic
Com: Retaliatory, Delinquentes, Mitra e Babyloyds.
Caverna Club (14 de abril com Magalhães Barata)
Dia 23/05 (domingo)
Início: 19 horas
Ingressos: R$ 7,00

ENTREVISTA ESPECIAL: GABRIEL THOMAZ – SE RASGUM APRESENTA: AUTORAMAS DESPLUGADO

Uma das mais importantes do Rock Brasileiro da atualidade, Autoramas, vai se apresentar no Espaço Cultural Cidade Velha (Belém-PA, localizado nas proximidades da praça do Carmo), no próximo sábado (15), a festa ainda vai contar com os DJs das grandes produtoras Se Rasgum, Durango 95 e Pogobol. A banda de abertura será a Eletrola, que tanto história no Rock Paraense. A realização desse grande evento é da competentíssima Se Rasgum.
Mas para explicar sobre o novo CD dos Autoramas, “Desplugado MTV”, o vocalista e guitarrista, Gabriel Thomaz revela sobre as participações nesse disco e sobre os novos projetos da banda. Além dele, os outros Autoramas são: Flávia Curi (baixista) e Bacalhau (baterista).

Como surgiu a ideia de gravar o CD “Autoramas Desplugado”? Como está sendo a repercussão do CD?
Estávamos com vontade de mostrar um lado do Autoramas que não dávamos prioridade, o das letras e melodias, ou seja, as canções. Fizemos uma seleção do nosso repertório de músicas nossas que sempre gostamos, mas não estavam presentes no repertório dos shows, músicas inéditas, outras que compus; mas nunca tinha gravado, e chegamos ao repertório do DVD. A repercussão está sendo ótima, estamos fazendo muitos shows, a música já entrou no Top 100 das mais tocadas nas rádios brasileiras, coisa que nunca tinha acontecido com a gente. E agora todo mundo fala que a gente está tocando bem melhor e cantando também. Agora dá pra perceber essas coisas além da barulheira.

O CD “Desplugado” está repleto de participações, como Frejat, Érika Martins, Big Gilson entre outros. Como ocorreram esses momentos especiais?
As participações foram muito importantes para o projeto, a coincidência é que todos eles moram no Rio, o que pra gente ficou uma sensação de turma, foi muito legal. Érika Martins cantou com a gente uma música que ela fez junto comigo, “Música de Amor”, Frejat fez “Sonhador” com a gente, ele é um cara muito legal, uma pessoa muito consciente de tudo que acontece no Rock nesse País, um cara muito gente fina. Big Gilson gravou uma guitarra slide em “A 300 Km/H”, ficou ao seu melhor estilo blues tropical. Tivemos também a maravilhosa e misteriosa Jane Deluc tocando castanholas em Hotel Cervantes, e nosso maestro multiinstrumentista Humberto Barros tocou piano e acordeão.

A banda Autoramas tem um público grande aqui em Belém. Fale sobre a sua relação com os fãs daqui? E também a banda já contou com a participação da Eletrola, no primeiro show da banda Autoramas aqui, como é a expectativa de tocar de novo com essa grande banda paraense?
Esse show na verdade foi o nosso segundo em Belém. Nosso primeiro show foi no ano de 2001, num Halloween de uma escola de inglês. O Camillo, do Eletrola, estava lá, foi o dia que o conheci. Acho a banda muito legal, eu os convidei para tocar no Festival que eu organizava, o Ruído, aqui no Rio. A escalação foi sensacional: além do Eletrola e Autoramas teve também o Cansei de Ser Sexy e os uruguais geniais do Supersónicos. Mas a banda acabou, né? Gosto muito do Turbo também. Belém é uma cidade onde sempre me sinto muito bem, pra mim é muito familiar, a família do meu pai é toda do Norte do Brasil, me sinto em casa total. Sempre me divirto muito aí, é uma beleza!

Quais outras bandas paraenses você pode destacar?
Vixe maria, um montão! Li alguma coisa outro dia sobre o Suzana Flag estar lançando coisa nova, quero ouvir, sou fã. Teve show do Aldo Sena aqui no Rio um dia desses, levei meus vinis pra ele autografar, ele quase esfregou os zóio, sem acreditar.
Quais são os próximos projetos da banda Autoramas?
São muitos, bicho. É sempre assim. Às vezes a gente consegue realizá-los, às vezes tem que esperar a hora certa. Estamos indo pra Europa de novo agora, show no Festival Europeu mais legal que tem, em Barcelona, o negócio está andando legal por lá. Tem um monte de outras coisas marcadas em outros lugares do mundo, vou falando aos poucos. E, sempre, muitos shows e muitas viagens, é o que a gente mais gosta, nosso trabalho é puro prazer.

Segunda Edição do Fabrikaos Festival 2010

A verdadeira confraternização do rock paraense. Assim pode ser definida a primeira edição de 2010 do festival Fabrikaos, idealizado por Jayme Catarro (vocalista da banda Delinquentes). Dessa vez, a segunda vez, vai manter a mesma qualidade e acontecerá nos dias 07 e 08 no Caverna Club, a partir das 22h.
Se na primeira edição, quem esteve presente, pôde presenciar apresentações inacreditáveis como Letrac, Navalha, Babyloyds, Delinquentes, Telaviv, Tenebrys etc. Agora, o nível será elevado com os shows das bandas consagradas da cena local, entre elas Norman Bates, Coisa de Ninguém, Johny RockStar e Rennegados; junto e dividindo o palco com bandas que já estão consideradas como um bom sopro de renovação: Núcleo Base, Nêgo Bode e Hebe e os Amargos.
As edições do Fabrikaos estão servindo como um eficiente termômetro da cena roqueira da cidade das mangueiras. Mostrando que as bandas daqui estão prontas para enfrentar o mercado nacional, sem dever nada para nenhuma outra.
Serviço:
Segunda edição de 2010 do festival Fabrikaos. Nos dias 07 e 08, no Caverna Club (14 de abril com Magalhães Barata), a partir das 22h. R$ 10.
Conheça as bandas que vão se apresentar no Fabrikaos: