Entrevista Especial com Rocco, um dos vocalistas da banda Gangrena Gasosa

Wallace Rocco, mais conhecido como o responsável de honrar a imagem de Omolu, e também um dos vocalistas de uma das clássicas bandas do Rio de Janeiro, Gangrena Gasosa, concedeu uma entrevista especial para o Rock Pará, na qual ele conta várias curiosidades e novidades da carreira dele. E, é claro, sobre os próximos passos da Gangrena. Enjoy it.

Como e quando você começou a se interessar a ouvir um som mais pesado?

Desde criança, mais precisamente por volta dos cinco/seis anos de idade, quando ouvi pela primeira vez The Cult, AC/DC, Ramones e Van Halen. Depois disso, comecei a conhecer bandas mais pesadas como Slayer, Death, Sepultura, Kreator…e aí não parei mais de ouvir som.
Quais foram as tuas primeiras experiências como vocalista?
Minha primeira experiência como vocalista foi com a minha primeira banda, o Turíbulo. Tocávamos covers do Slayer, Kreator e Massacre e nossas músicas, é claro.
Como pintou o convite para fazer parte do Gangrena Gasosa?
Eu já era fã da banda, frequentava os shows desde garoto. Me chamaram, fiz o teste e estou aqui. Muito feliz e honrado, porque como falei, já era fã da banda.

Quais foram os momentos mais inusitados em toda a tua trajetória?
Sem dúvida, nosso show no Circo Voador no dia 20 de junho deste ano, por causa das manifestações e do clima de guerra que se instaurou fora do Circo, com bombas de gás sendo lançadas pra dentro da casa e pessoas atingidas por balas de borracha na fila do Circo. Triste.
Conte em detalhes o ocorrido durante as manifestações, no show no Circo Voador?
Foi uma correria danada. A gente dentro do Circo só ouvia o barulho das bombas e a gritaria. Foi horrível. No show do Fórceps jogaram a primeira. Os caras pararam o show uns dez minutos e voltaram. Na hora do nosso show, jogaram mais umas 3 bombas, estávamos no palco, de repente olhei pra galera com a mão no rosto e agitando mesmo assim, senti um incômodo, um cheiro insuportável e aí interrompemos o show, voltando 15 minutos depois. Aí foi demais. A Lapa vazia e só o Circo Voador gritando: SATANÁS, SATANÁS! HAHAHAHAHAHA. Ao mesmo tempo que foi bizarro, isso tornou aquela noite inesquecível! Foi um show com muito gás! HAHAHAHAH!!!

 Quais são as expectativas agora com o lançamento do DVD “Desagradável”?
As melhores possíveis. Contar 23 anos de história da Gangrena Gasosa em DVD é fantástico! É nosso primeiro DVD e duplo, ainda por
cima!!!  Queremos brindar a galera que conhece e curte a banda e também apresentá-la para quem não conhece. Mostrar pra galera que santo de casa também faz milagre. 
Quais são os próximos passos do Gangrena Gasosa?
Trabalhar nosso DVD e já estamos preparando material novo, para um novo CD e quem sabe até um novo DVD, como diz o Silvio Santos, AGUARDEM!
 Saravá!!! Atotô do Omolu!

FABRIKAOS 2013

Ingressos: 10,00 antecipados.
Postos de vendas:
Ná Figueredo: Av. Gentil Binttencourt, 449 (prox. ao Cemitério da Soledade);
Ponto Um: Av. Almirante Barroso nº 2406 (em frente ao bosque);
Metal Charge: Travessa Perebebuí nº 2907, entre João Paulo II e Alm. Barroso;
Jorge Amador: Pass. 3 Irmãos, 170 (atrás do Bosque);
Distro Rock: Center 48, Rua dos 48, loja 12 (prox. ao SHOPPING PATIO BELEM);
Fábrika Studio: R. Aristide Lobo, 122, Comércio (prox. à praça da Bandeira);
Arrepius: Rua Gama Abreu, 1107 loja A (embaixo do Novo Mundo Tamandaré).

PROGRAMAÇÃO

03:00/03:30 – BICHO MORTO
03:45/04:15 – SEVEN FOOT
04:30/05:00 – METHASTASY
05:15/05:45 – HELLRIDE
06:00/06:30 – NAVALHA
06:45/07:15 – SCREAM OF DEATH
07:30/08:00 – ANTCORPUS
08:15/08:45 – MOLHO NEGRO
09:00/09:30 – INSOLENCIA PÚBLICA
09:45/10:15 – RENNEGADOS
10:30/11:00 – TELAVIV
11:15/11:45 – DNA

Conexão Rio – “Juntos Somos Música” – Circo Voador

festival-conexc3a3o-rio

 

 

O Conexão Rio chega ao fim desta primeira edição com um grande festival nos dias 15, 16 e 17 de agosto no Circo Voador. Serão mais de 30 artistas brasileiros em shows que promovem encontros singulares entre músicos de vários Estados e gerações. 

 

 

 

Abaixo, segue a programação completa:

 


CONEXÃO RIO NO CIRCO VOADOR – Palco Conexão e Palco Rio

Classificação: 18 anos

 

PROGRAMAÇÃO COMPLETA – 15 a 17 de agosto – ABERTURA DE PORTÕES ÀS 20H

 

Dia 15 de agosto

PALCO RIO

Momo (RJ)

Projeto Secreto Macacos (PA) convida Maestro Fera Groove (PA)

 

PALCO CONEXÃO

Som Imaginário (MG+RJ)

Transmissor (MG) convida Maglore (BA)

Carlos Malta & Pife Muderno (RJ) convidam Lenine (PE)

Palco Conexão

Ilê Aiyê (BA) convida BNegão (RJ)

Tulipa Ruiz (SP)

Festa: Morro Eletrônico e Vinil é Arte (RJ) convidam Quarteirão Eletrônico (MG)

 

Dia 16 de agosto

PALCO RIO

Zefirina Bomba (PB)

Strobo convida Luê (PA)

Pélico (SP)

Peu Meurray convida Davi Moraes (BA)

 

PALCO CONEXÃO

Fernanda Takai convida Roberta Campos (MG)

Otto (PE)

Orquestra Voadora (RJ)

Festa: Ser chique é ter Sotaque Carregado (RJ) convida Baile Esquema Novo (BA)

 

Dia 17 de agosto

PALCO RIO

Red Felps convida Aurelio Penna (MG)

Duelo de MC´s Nacional – Eliminatória RJ

 

PALCO CONEXÃO

Graveola e O lixo Polifônico (MG) convida Thiago Amud (RJ)

Leo Gandelman Quinteto convida Serginho Trombone e Maíra Freitas (RJ)

Dona Onete (PA) convida China (PE)

Marcelo Jeneci (SP)

João Brasil (RJ)

Festa: Santo Forte (SP) convida Sexta Básica (BH)

 

“Hey Ho!! Let’s Go!!!!” – ENTREVISTA SUPER-MEGA ESPECIAL: CLEMENTE TADEU NASCIMENTO

Clemente Tadeu Nascimento é um ícone do Rock Nacional. Falar do legado é muito pouco, mas vamos lá: o cara foi um dos grandes pensadores da cena punk paulistana, no começo da década de 80, fez parte de bandas clássicas, como Restos de Nada e Condutores de Cadáveres. Além disso, é o frontman dos Inocentes e um dos guitarristas e vocalistas da Plebe Rude. Mas vou deixar de lenga lenga, e vou deixar vocês com esta entrevista SENSACIONAL com Clemente. Hey Ho!! Let’s Go!!!! (foto: KK Reis).

 

Quais são as novidades da banda Inocentes? E também da Plebe Rude? CDs, DVDs, shows. O que você pode destacar dos trabalhos das duas bandas que você faz parte?

As duas bandas estão em estúdio produzindo EPs e na estrada, sempre na estrada. O Inocentes tem um show no dia 20 de julho no SESC Belenzinho onde vamos executar o álbum Pânico em SP com os arranjos originais e depois fazemos no SESC Ipiranga com um sexteto de cordas chamado Six RockStrings. A Plebe está presente nos filmes Somos Tão Jovens e no Faroeste Caboclo que tem a trilha sonora assinada pelo Philippe Seabra.

Você também é apresentador do site showlivre.com. O que você poderia destacar de todo este período que estás no programa? Qual é a tua avaliação da música independente nacional?
Acho que a música independente vai bem tem uma série de bandas bacanas por aí, bandas como o Cabezas Cortadas, Vespas Mandarinas, Medulla, A Última Theoria, só para citar algumas. Ninguém mais precisa de uma grande gravadora para produzir um bom trabalho.
Como você avalia os protestos que estão acontecendo por todo o Brasil?
Acho que foi bastante positivo, mas tenho receio de movimentos acéfalos, que não tem, “teoricamente”, nenhuma direção é um pouco preocupante, mas de resto é positivo, mas tem que ter um foco, não adianta cada um defender o seu e esquecer do coletivo.
Quais são os teus próximos projetos artísticos pessoais? Falando sobre isso, já estás pensando em fazer a tua biografia?
Na verdade já estou escrevendo a minha biografia, espero terminar esse ano, mas como sou eu mesmo que estou escrevendo é uma incógnita.